Escritor de Instagram: conheça as melhores ferramentas e práticas para divulgar a sua escrita (quase) de graça na rede social

E

Tudo o que você precisa para saber manter o seu perfil sempre ativo, divulgar o seu trabalho e conquistar a atenção dos seguidores como um escritor de Instagram.

Ame-as ou odeie-as: as redes sociais são a porta de entrada de muita gente para novos conteúdos, informações e serviços. Pessoas de todas as áreas divulgam seus trabalhos nelas – psicólogos, professores, ilustradores, músicos, pesquisadores, comerciantes e, claro, escritores.

O ato de escrever está atrelado algum um objetivo. E se o seu objetivo é alcançar mais pessoas para ter mais leitores, tanto nas redes sociais ou quanto na divulgação dos seus livros, está na hora de você se tornar um escritor de Instagram.

Dividi este artigo em três partes: na primeira, falo porque acredito que o Instagram é a melhor ferramenta para escritores; na segunda, listo algumas práticas que você pode realizar para movimentar o seu perfil; e na terceira, indico ferramentas legais que uso para economizar tempo sem perder a qualidade.

Porque ser um escritor de instagram

Estou na internet desde que tudo por aqui era mato. Já usei internet discada, conversei no chat do AOL, entrei em comunidades do Orkut, montei sites no HPG, baixei musicas no eMule e experimentei outras drogas cibernéticas mais pesadas antes da chegada das redes sociais.

E, desde o início, tenho um mesmo objetivo: publicar e divulgar os meus textos. Por isso, a minha relação com a internet é muito mais de meio de trabalho do que de ferramenta.

Quem me conhece de perto sabe que tenho várias críticas à forma como nos relacionamos com as redes sociais – e eu não pretendo esconder nenhuma delas nesse artigo. 

Mas, mesmo assim, é justo reconhecer que as redes, quando utilizadas com consciência, podem proporcionar encontros improváveis na vida real: no nosso caso, encontros entre escritores e seus leitores.

E o Instagram é, na minha opinião, a melhor rede para buscarmos leitores e cultivarmos nossas relações com eles.

Mesmo que o centro das atenções na rede sejam as imagens, não há outras distrações, como acontece no Facebook; o limite de caracteres é maior do que no Twitter; e você não precisa sair filmando e editando vídeos, como no YouTube.

O Instagram é a rede mais simples e atrativa para quem quer publicar seus textos.

Tudo o que você precisa fazer para ser um escritor de Instagram é escrever um bom texto, escolher uma imagem e postar.

Só isso? Mas e os milhões de likes, o meu livro publicado no mundo inteiro e eu não fazendo nada além de escrever, cadê?

Se você está esperando que eu te dê uma fórmula mágica de como ter milhares de seguidores escrevendo poemas ou quaisquer outros textos, pode parar de ler aqui.

Agora, se você tem coragem para seguir em frente e construir sua base de leitores dia após dia, prepare-se para descobrir que há muito mais entre a vastidão de um perfil vazio e o retorno dos seus primeiros fãs.

O que você pode fazer para movimentar seu perfil

Antes de mais nada, quero deixar claro que não falarei muito sobre como conseguir novos seguidores, mas sim sobre como manter o seu perfil ativo com os seguidores que você já tem.

Se você está começando agora, convide amigos e parentes para conhecer o seu novo perfil e peça a ajuda deles para divulgá-lo. Simples assim.

Agora, se você já tem seguidores além do seu círculo de conhecidos, poderá aplicar algumas das práticas que mencionei abaixo hoje mesmo no seu perfil.

Monte um calendário de postagens e agende-as

Como comentei acima, escrita e objetivo estão atrelados. Para começar a planejar suas postagens, você precisa responder a três perguntas:

  1. Sobre o que quero postar?
  2. O quanto quero postar?
  3. Quando quero postar?

Desde que comecei o perfil da Oficina de Escrita no Instagram, decidi que queria falar sobre escrita criativa (o que) e produzir uma postagem (quanto) por dia, sempre às 12h (quando).

Com as respostas em mãos, você poderá montar o seu calendário de postagens e começar a trabalhar nelas.

Minha sugestão é que você tire um dia na semana para produzir e agendar postagens para quinze dias ou mais, dependendo do seu objetivo e do material que você tem pronto. 

Na segunda parte do artigo, indico algumas ferramentas, tanto gratuitas quanto pagas, que te auxiliarão no agendamento dos posts.

Responda aos comentários

Parece óbvio, mas a rede social é… social. Portanto, interagir com as pessoas ajudará, e muito, a manter o seu perfil movimentado.

Portanto, sempre responda aos comentários deixados pelos seguidores, de preferência com algo mais que um emoticon

No entanto, tenho algumas ressalvas quanto ao tempo para responder. Responder de imediato nem sempre é possível e pode até gerar ansiedade.

(Aliás, redes sociais são verdadeiros geradores de ansiedade, tome cuidado)

Ao invés de se sentir obrigado a responder tudo no mesmo minuto que a pessoa comentou, relaxe e responda no seu tempo. 

Se funcionar para você, reserve 15 minutos do seu dia para colocar as respostas do seu perfil em dia.

E, acima de tudo, responda sempre de forma cordial, mas atento a sua verdade. Não saia elogiando todo mundo e dizendo que a vida é bela se você não acredita nisso.

Permita que os seus leitores conheçam quem você é de verdade e ao invés da pessoa que você finge ser atrás da tela do celular. Tenho certeza de que os que gostarem do seu eu verdadeiro, ficarão.

Incentive os seguidores a te mandar mensagens

Dentro do Instagram, as mensagens são uma forma mais ativa de comunicação. Através delas você pode ter contato direto com o seu leitor e conversar, de fato, com ele.

No perfil da Oficina de Escrita, costumo enviar uma mensagem de boas vindas para todos os novos seguidores oferecendo o e-book gratuito 120 dicas de escrita para apressados.

Dessa forma, além de convidar as pessoas a conhecer o site através de um material gratuito, eu as incentivo a conversar comigo, mesmo que de forma breve. E isso tem uma grande vantagem além do engajamento.

Seguidores, como você sabe, vêm e vão. 

Oferecer algo de graça, como um pequeno livro, é uma ótima maneira de começar a transformar esse mero seguidor em um verdadeiro leitor.

Mas, para isso, você vai precisar de uma ajudinha além-Instagram, o Mautic. Mais adiante falarei sobre ela.

Importe-se menos com curtidas, seguidores e outros números

Investir em redes sociais é sim uma bomba de ansiedade – e ser escritor de Instagram não é diferente. Mal postamos e já queremos saber quantas curtidas tivemos, se alguém comentou, quantas pessoas o post alcançou, se tem seguidor novo…

Em suma, um inferno.

Por isso eu, você e toda a comunidade instagrammer precisamos de um tratamento de choque: de nos esquecermos dos números e nos focarmos na qualidade do conteúdo.

É claro, de nada adianta escrever um texto trabalhado no estilo, produzir a foto perfeita da sua mesa de trabalho, postar e sair correndo.

Já falei e repito: você está numa rede social, logo, é preciso interagir com as pessoas. Números não ditam qualidade – basta ver a quantidade de perfis de gosto duvidoso com milhões de seguidores que existem por aí.

Mas, se curtidas, seguidores ou quaisquer outras métricas não dizem quem somos, por que desanimamos quando não obtemos os resultados esperados?

Porque ansiedade gera expectativa que gera depressão. Porque quando tornamos o texto público, queremos ser ouvidos; estamos em busca de algo, uma afirmação, um sinal. Algo que nos mostre que estamos no caminho certo.

Mas os números são sinais ilusórios de sucesso. Apostar todas as suas fichas neles é muito perigoso.

A única saída que encontrei desse emaranhado de algoritmos foi criar com os leitores laços que excedam os números.

Em outras palavras, é vê-los mais como pessoas e menos como métricas. 

A partir do momento que você se focar em produzir conteúdos que qualidade para as pessoas que sempre voltam, você se libertará de todo o resto.

As pessoas não são seu termômetro de autoafirmação. O único termômetro é você. Lide com isso.

Stories são legais, mas ordinários

Sou crítica à perenidade do conteúdo produzido para as redes sociais. Entre gastar 30 minutos produzindo uma série de stories ou escrevendo um artigo para o site, eu sempre vou escolher o artigo para o site.

Live de Instagram então eu acho o cúmulo do desperdício de tempo. Se é pra produzir conteúdo, que seja um conteúdo duradouro (evergreen).

Por isso, se você quer o meu conselho sobre os Stories do Instagram, lá vai: faça só se você quiser muito fazer, porque o investimento de tempo pode ser muito alto para um retorno contestável.

Mas também não posso ser injusta, porque Stories são ótimos para gerar interação com os leitores. Fazer enquetes, perguntas e quizzes, incentivar o contato via direct e mostrar o seu local de trabalho são formas de tirar o máximo da ferramenta.

A questão é que, se dentro das 24h do Stories você não tiver tempo de responder e interagir com os seguidores, o esforço de produzir as postagens terá sido em vão.

Portanto, se você tem tempo para investir e não se importa em produzir conteúdos que se perderão em 24h, escolha um assunto e fique disponível para dialogar com os seus seguidores.

Tenha um blog (ou site) e uma lista de e-mails

Já que eu estou aqui desde que a internet é mato, o que eu mais construí no mundo virtual foram casinhas de HTML. Comecei com sites, e depois fui para os blogs para então descobrir que blogs poderiam se tornar sites evoluídos – e aqui estamos.

Ser um escritor de Instagram não significa que você precise se limitar a isso. A bem da verdade é que você precisa de um porto-seguro, uma casa menos perene do que uma rede social para guardar os seus textos.

Em outras palavras, você precisa de um blog ou um site para chamar de seu.

E é dentro desse site que você convidará as pessoas para estreitar os laços com você e entrar na sua lista de e-mails.

Após ser publicada, uma postagem no Instagram é relevante de 21 horas a 48 horas, mas depois da interação de 10% dos seus seguidores, o alcance diminui muito.

Não sei você, mas prefiro não ser dependente disso.

Por isso, te incentivo a publicar também no seu blog tudo o que você postar no seu Instagram e ter sempre por perto um formulário (como o meu, logo abaixo) convidando os seus leitores a se inscreverem na sua lista de e-mails.

Quer se tornar um escritor melhor? Então junte-se aos mais de 1500 assinantes da newsletter OdE e receba no seu e-mail seleções de leituras e artigos educativos sobre escrita criativa, literatura e criatividade.

Agora que compartilhei com você todas as práticas nas quais acredito, chegou a hora de te contar sobre as ferramentas que utilizo.  

Ferramentas legais para Instagram que eu uso e você também pode usar

Grow Social

Se você acha que robôs são coisa do futuro, saiba que eles já estão entre nós. O Grow Social [link afiliado] é um robozinho do bem que pode te ajudar muito na hora de manter contato com os seus seguidores.

Ele funciona assim: você loga a sua conta do Instagram no sistema (que é totalmente seguro, pode confiar) e ele começa a curtir postagens, seguir e deixar de seguir perfis de acordo com as suas configurações.

Antes de ver tudo funcionando, você precisará escolher quais perfis, hashtags e localizações quer que o Grow Social [link afiliado] explore para você.

O sistema tem outras funções disponíveis, como agendamento de postagens e envio automático de mensagens. 

No entanto, vale sempre lembrar que interações reais, como comentários e respostas no direct continuam por sua conta e risco.

Se você tem dinheiro para investir no seu perfil, aconselho que escolha o Grow Social [link afiliado]. Além do retorno ser bem melhor do que impulsionamentos, ao se inscrever através do link do artigo, eu ganho pontos e você me ajuda a divulgar ainda mais a escrita criativa.

Quer ver se funciona? Então faça um teste grátis por 3 dias.

Hootsuite 

Eis um meu companheiro de longa data. O Hootsuite é uma plataforma de agendamento de postagens, ideal para quem está começando a produzir conteúdo para o Instagram.

Apesar de ser uma plataforma paga, possui um plano gratuito que aceita o cadastro de até três redes sociais e o agendamento de até 30 posts ao mesmo tempo. Só alegria.

O ponto fraco é que, para agendar postagens do Instagram, você precisa transformar sua conta em comercial. Além disso, não é possível agendar postagens de carrossel nem Stories.

mlabs

Se você tem um dinheirinho para investir por mês e quer ser um escritor de outras redes sociais além do Instagram, o mlabs é perfeito para você.

Com menos de R$10 você pode criar um perfil, registrar todas as suas redes sociais e começar a montar o seu calendário de postagens.

No mlabs é possível agendar todo o tipo de postagem – linha do tempo, vídeos, Stories, IGTV, carrossel, etc – e ainda contar com o apoio de um editor próprio de imagens e do Canva.

Mas nunca é demais lembrar: não basta agendar, é preciso interagir com os seguidores para manter o perfil sempre aquecido.

Combin 

Se você quer postar apenas no Instagram, não quer gastar nada e tem um computador por perto, o Combin é a ferramenta certa para você.

Pelo Combin Scheduler você pode agendar postagens ilimitadas na linha do tempo e nos Stories de até 15 contas diferentes. É, no mínimo, atrativo.

A má notícia é que a ferramenta só funciona quando o computador estiver ligado. Diferente das indicações anteriores, o Combin não envia dados para a nuvem.

Se você precisar desligar ou trocar de computador, as postagens agendadas não são enviadas.

Há ainda uma outra ferramenta da mesma empresa para o Instagram, o Combin Growth. Apesar de não ser gratuita como o agendador, é possível usá-la sem pagar nada.

O Combin Growth é outro robozinho do bem te permite seguir ou deixar de seguir até 50 perfis, curtir até 100 fotos e comentar em até 50 postagens por dia. Nada mal para dar uma movimentada no perfil.

Mas lembre-se: o Combin Growth também só funciona se o seu computador estiver ligado.

Ferramentas legais além-Instagram que eu uso e você também pode usar 

Tiny Letter

Se você quer enviar e-mails de forma simples, direta e gratuita, pode começar usando a Tiny Letter

Através da ferramenta é possível gerar um formulário simples para colocar no link da sua bio e convidar seu leitores a se inscreverem para receber as suas novidades.

Além da simplicidade para montar a sua newsletter, você pode enviar mensagens para quantos contatos quiser, sem limite.

Com um editor básico, a ferramenta é perfeita para quem quer enviar poemas, contos e escritos aos leitores para que eles possam lê-los longe das distrações das redes sociais.

Mailchimp

Se você está em busca de uma plataforma mais completa, então uma boa sugestão é começar com o Mailchimp.

Ao se cadastrar, você terá uma conta gratuita que te permitirá inserir até 2 mil contatos, e enviar 10 mil e-mails por mês, com limites de 2 mil envios por dia.

Assim já dá pra ter uma experiência legal com e-mail marketing.

Com o Mailchimp, além de criar um formulário para a sua lista de e-mails, você pode elaborar campanhas e landing pages através das quais seus leitores poderão baixar e-books e outros materiais que você disponibilizar.

(Landing page é uma página feita apenas com um o objetivo, como no caso da página para download do e-book gratuito Entrevista com o Personagem.)

Mautic

Para quem está em busca de uma ferramenta gratuita, robusta, ilimitada e completa de e-mail marketing, o Mautic é a melhor opção.

Trata-se de uma plataforma open source (de código aberto) que pode ser baixada e instalada em qualquer servidor de hospedagem de sites

Através dela, é possível captar novos contatos e criar campanhas complexas de e-mail, mantendo assim o contato direto com os seus leitores.

A desvantagem é que, para fazê-la funcionar, é necessário ter um servidor ativo e conhecimento técnico para configurá-la.

Se você está disposto, tem tempo para investir ou conhece alguém possa te ajudar nessa empreitada, recomendo que comece a trabalhar nela. 

Em pouco tempo você verá que os resultados proporcionados pelo Mautic são bem melhores do que os do Instagram.

WordPress

Já que eu adoro montar sites e blogs, o WordPress é a menina dos meus olhos. Sempre que inicio um novo projeto, logo solicito uma nova instalação da plataforma no meu servidor.

Muito mais do que um criador de blogs, o WordPress é uma ferramenta completa e altamente customizável que pode ser usada para construir qualquer tipo de site.

Com uma infinidade de plugins e temas, através dele é possível criar lojas virtuais, portfólios, vitrines, hospedar cursos online, fóruns e muito, muito mais mesmo.

E, ao contrário do que você pode achar, ter um blog hoje ainda é muito importante.

Apesar do contato intenso com os leitores, as redes sociais prendem o seu texto nela. Ao criar um site, você liberta seus escritos e torna possível que qualquer um os encontre através de uma simples busca no Google.

Se você quer se tornar algo além de um escritor de Instagram e está buscando uma casinha na qual seus textos possam morar, você não se arrependerá em montar o seu site com o WordPress.

Hostinger

Eis o provedor de hospedagem [link afiliado] que escolhi para chamar de meu. Com planos a partir de R$2,99 por mês, você já pode começar a montar o seu site em WordPress na Hostinger [link afiliado] e ser feliz.

Como disse ao longo do artigo, ter um site é a escolha acertada para quem quer depender menos das redes sociais. E vou explicar porque.

Como você chegou a este artigo: pelo Instagram, por e-mail ou através de uma busca pelo Google?

Se você segue o Instagram da Oficina de Escrita e eu acabei de indicar o artigo em alguma postagem, foi através da rede social.

Se eu já tenho contato com você há algum tempo e você recebeu alguma novidade minha nos últimos dias, foi por e-mail.

Mas se esse é o seu primeiro contato com o meu trabalho, é bem provável que você tenha chegado até aqui através de uma busca pelo Google. 

Agora, digamos que eu tivesse escrito esse conteúdo apenas para o Instagram. Será que você o teria encontrado?

Ter um site e uma lista de e-mails ativa são as melhores garantias de que seus textos atingirão mais leitores além da bolha do Instagram.

Para começar o seu site em na Hostinger [link afiliado], você não precisa ter nenhum conhecimento técnico. Basta acessar o instalador de aplicativos no Painel de Controle, instalar o WordPress e começar a publicar.

Ah, e se você começar a construir sua casinha online com o link da Hostinger desse artigo, eu ganho uma comissão pela venda e você me ajuda a produzir cada vez mais conteúdos sobre escrita criativa.

Foque mais no seu conteúdo do que nos resultados

Agora que você já tem uma base de como se tornar um escritor de Instagram, é hora de trabalhar!

Tudo o que abordei neste artigo é fruto de anos de experiência publicando e lutando para encontrar leitores através de práticas menos desgastantes.

Para terminar, lembre-se sempre que a verdadeira experiência está no ato da escrita e não no resultado gerado.

Se você se diverte e escreve sobre o que ama, sempre encontrará leitores. 

No início você poderá achar que não recebe a atenção que merece, mas a caminhada da escrita é longa. Cuide de cada um dos seus leitores porque serão eles que te darão energia para seguir em frente.

Mostre seu amor à Oficina de Escrita ❤

A Oficina de Escrita é um site no qual disponibilizo conteúdos gratuitos para quem quer aprimorar suas habilidades de escrita. Se você valoriza o meu trabalho e pode ajudar, faça uma doação espontânea, compre um livro indicado no site, adquira uma das minhas publicações autorais ou ainda entre para o Clube de Associados OdE.

Quer se tornar um escritor melhor? Então junte-se aos mais de 1500 assinantes da newsletter OdE e receba no seu e-mail seleções de leituras e artigos educativos sobre escrita criativa, literatura e criatividade.

2 comentários

  • A leitura deste artigo foi muito importante para mim. Aprendi muito. Não conhecia nenhumas das ferramentas apresentadas. Ainda não tinha pensando em criar um blog, mas achei bem interessante mesmo a ideia! Muitas sugestões e dicas valiosas! Obrigada por compartilhar. O seu conteúdo é muito bom! Parabéns pelo trabalho incrível que você realiza todos os dias na arte da escrita!

    • Escrever é uma construção longa. Como eu disse, tenho minhas ressalvas às redes sociais, por isso gosto bastante de variar as fontes de postagens – e creio que ter um blog é a melhor forma de ver o trabalho crescer sem ter que depender de grandes plataformas.

Quem escreve sobre escrita

Mylle Silva

É escritora, roteirista de histórias em quadrinhos e instrutora de escrita criativa. Formada em Comunicação Social, ministra oficinas e ajuda pessoas a transformar ideias em histórias e sonhos em projetos.

Artigos