Instagram para escritores: como ultrapassar 5k de seguidores em 6 meses

I

Artistas vivem uma relação de amor e ódio com as redes sociais. Com a constante diminuição no alcance das postagens, a batalha por atenção fica cada vez mais acirrada. Para quem trabalha com texto na era da imagem, o desafio é ainda maior.

Depois de quebrar a cabeça em vários projetos, aprendi algumas estratégias que podem ser úteis no instagram para escritores.

Tudo começou quando decidi criar uma conta na rede social aqui para o site Oficina de Escrita, com o intuito de divulgar o site. Mesmo descrente no início, consegui encontrar um bom e crescente público, e hoje, em agosto de 2019, reuni mais de 6 mil seguidores – sem dúvida a melhor taxa de novos seguidores por mês que já tive em qualquer rede social.

Desde a primeira postagem, realizada no dia 19 de fevereiro, eu tinha um plano em mente. No artigo abaixo, falarei sobre todas as estratégias de planejamento que uso para que você possa aplica-las no seu perfil.

Escolha um tema

Como mencionei no meu artigo sobre planejamento de escrita, escolher o tema do seu perfil é essencial para que suas postagens tenham o mínimo de alcance. Portanto, a primeira pergunta que você deve se fazer é: sobre o que eu quero postar?

Para escritores, no entanto, não há uma resposta fácil, ainda mais no instagram. Como a rede é baseada em imagens, nem sempre é possível dar ao texto a devida atenção que ele merece.

Mesmo assim, há um leque de opções a serem exploradas. É possível fazer um perfil só com os textos que você escreve, mesclar os textos com sua rotina de trabalho, falar apenas sobre o projeto no qual você está trabalhando, etc.

O que importa aqui é saber de antemão sobre o que postar para não ficar perdendo tempo decidindo na hora o que fazer para chamar a atenção. Concentrar a sua energia no tema do seu perfil é a chave para manter e atrair os leitores – afinal, as pessoas e os algoritmos gostam de constância, de saber o que encontrarão no seu instagram.

Poste com regularidade

Manter a regularidade nas postagens também faz toda a diferença. Se o seu objetivo é divulgar o trabalho, não dá pra postar cinco vezes no mesmo dia e depois ficar um mês sem postar nada.

No instagram, como em qualquer outra rede social, a quantidade importa menos que o comprometimento. Se você tem tempo livre toda quinta-feira para postar no seu perfil, vá lá e poste toda quinta-feira, sem exceção. Dessa forma, o instagram vai entender quando você posta e entregará o conteúdo aos seus leitores.

Assim, no seu planejamento de postagens, você precisa incluir quanto tempo dedicará na produção de conteúdos e quantas vezes por semana está disposto a postar.

Minha dica é: seja realista consigo mesmo, não se iluda. Reconheça o quanto você pode fazer; mesmo que considere pouco, comece a postar.

Reaproveite o próprio conteúdo

Deixe o pudor de lado; copie e cole os próprios conteúdos em todos os lugares que puder. Como escritor, além de produzir muitos textos, você precisa desenvolver a capacidade de edição.

Se um conto for longo demais para o instagram, por exemplo, você pode selecionar partes deles e publicá-las na rede chamando para o seu site, ou ainda criar postagens para o seu perfil que possam ser reutilizadas numa sessão de novidades no seu blog.

Existem duas vantagens de ter textos que possam ser usados tanto no instagram quanto em outras plataformas: a manutenção do conteúdo além do tempo da postagem e a economia de tempo.

No @oficinadeescrita, a maioria das postagens são pedaços de artigos do site. Dessa forma, aumento o alcance do que escrevi para o site e não me preocupo em escrever conteúdos novos especialmente para a rede social. Para mim, o importante é que as pessoas leiam o que escrevi, independente da plataforma.

Use hashtags

Todo mundo que trabalha com o instagram sabe, mas não custa repetir: use hashtags. É através delas que novos leitores encontrarão o seu perfil e começarão a seguir o seu trabalho.

O ideal é utilizar hashtags diferentes a cada nova postagem, mas cuidado! Escolha sempre termos que estão relacionados com o que você está postando – de nada adianta escrever #love só porque é uma das hashtags mais usadas se sua postagem não tem nada a ver com o termo.

Lembre-se que o objetivo é obter seguidores reais e que estejam interessados no seu trabalho, e não só um número bobo para ostentar no seu perfil.

Produza imagens fáceis e bonitas

Como estamos falando do instagram, as imagens são principal elemento. Sem elas, é impossível postar qualquer coisa na rede. E é aqui que nós, escritores, acabamos tropeçando.

Depois de vários testes, é fácil perceber que a melhor opção é produzir uma imagem com algo escrito, ao invés de apenas postar uma foto ilustrativa. A questão é claro, é que um conto de 500 palavras ou mais pode ficar ilegível numa imagem quadradinha.

Assim, eu sigo duas regras básicas nas minhas postagens:

  1. O instagram não foi feito para postar grandes textos, então não adianta dar importância à legenda da foto, uma vez que poucas pessoas a lerão.
  2. Tudo o que quero dizer precisa estar na imagem – e esse tudo deve ser conciso, claro e de fácil apreensão. A legenda funciona como um complemento, que pode ser lido ou não.

Pensando nisso, a produção das imagens não precisa levar horas. Claro que o arquivo precisa ter qualidade e algum senso estético, mas também não precisa ser uma obra de arte. Muitas vezes, uma ideia minimalista – como a que utilizo no @oficinadeescrita – funciona muito melhor do que imagens confusas e cheias de firulas.

Por isso, procure sempre simplificar e faça o melhor que você pode com as ferramentas que você tem no momento.


Mude seu perfil para comercial

Se você adora métricas tanto quanto eu, já passou da hora de mudar o seu perfil do instagram para comercial. Apenas com um perfil comercial você terá acesso a informações como alcance das postagens, localização e gênero dos seus seguidores, quais postagens tiveram mais engajamento e, o mais importante, em quais horários os seus seguidores estão online.

Em um planejamento de redes sociais, saber o horário que os seguidores estão online ajuda a decidir qual é o melhor horário para realizar as postagens – já que, se as pessoas estão online, a possibilidade do post ser entregue para elas é maior.

Troque sempre o link do seu perfil

Quanto menos barreiras você colocar entre o usuário e o lugar aonde você quer que ele chegue, melhor. E na internet, a quantidade de cliques é uma barreira.

Se você, assim como eu, ainda não atingiu os 10 mil seguidores no instagram, o que tem pra hoje é trocar o link do seu perfil sempre que você quiser que os seus seguidores leiam algo fora da rede social.

Claro, a taxa de conversão (quantos seguidores de fato irão até o perfil e clicarão no link) é mínima, mas antes alguns do que nenhum. Tenha em mente que não é a quantidade de seguidores que importa, mas sim a qualidade dos seus leitores. É melhor ter dois leitores fiéis do que dois mil seguidores que só curtem suas fotos porque são bonitas.

Pare de impulsionar e invista nos robôs

Talvez você discorde de mim, mas impulsionamentos funcionam apenas quando o intuito é falar sobre alguma novidade ou questão pontual. Impulsionar posts em busca de novos seguidores é uma ilusão.

Se você tem grana para investir, a melhor opção para obter novos seguidores é utilizando os robôs – mas de forma correta.

Existem pelo menos três ferramentas que você pode utilizar para isso: Bume, Gerenciagram e GrowSocial (que eu indico, meu preferido). O investimento mensal é meio salgado (cerca de R$80), mas vale cada centavo, principalmente se você quer começar um perfil novo com o pé direito.

O GrowSocial oferece um teste gratuito de 3 dias. Sugiro que você leia sobre o funcionamento da ferramenta e faça um teste antes de realizar qualquer pagamento.

Use ferramentas para programar suas postagens

Sejamos francos: postar toma tempo. Gerar imagens, separar legendas, copiar e colar tudo isso direto no app do instagram… Haja vontade de fazer isso todos os dias. Para manter o seu perfil funcional e organizado, a melhor opção é programar várias postagens de uma vez.

Depois de produzir as imagens e separar cada uma das legendas, é hora de programar todas elas. Para isso, recomendo que você utilize o Hootsuite, uma ferramenta de gerenciamento de redes sociais com uma versão gratuita poderosa: nela, você pode adicionar até 3 perfis e programar até 30 postagens.

Mas, para conseguir programar postagens no seu instagram, é preciso transformá-lo em uma conta comercial.

Depois de ter os posts programados programado, tudo o que você precisa fazer é checar suas mensagens, comentários e curtidas, simples assim.

O instagram é apenas uma ferramenta

Sinto informar que ter uma conta com muitos seguidores em qualquer rede social não te fará uma profissional melhor nem pior. As estratégias que abordei aqui de instagram para escritores não são nada além disso: estratégias.

No centro de tudo, está o trabalho bem feito e com qualidade – e isso independe da quantidade de leitores que você tem. Por isso, junto com todas essas estratégias, lembre-se de fazer o melhor que você pode com as ferramentas que você tem.

Desde que comecei o perfil @oficinadeescrita, no final de fevereiro de 2019, recebi muitos comentários de seguidores que gostam do conteúdo que produzo, com elogios e relatos sobre como as postagens os têm ajudado em suas caminhadas. Além disso, também já atraí alunos para os meus cursos presenciais de escrita criativa.

Apesar de vivermos sob a capa do imediatismo nas redes sociais, é o inverso que conta: somente quem tem paciência e resiliência consegue vencer a ansiedade de ser encontrado, lido e curtido. Nem sempre nossas postagens geram o engajamento que esperávamos, e muitas vezes sentimos vontade de desistir.

No entanto, mesmo que largar as redes sociais seja uma opção, lembro-me sempre da frase de uma grande amiga minha: “para quem trabalha por conta própria, abandonar as redes sociais é um suicídio”. E ela tem razão.

As redes sociais são as ferramentas que temos para divulgar o nosso trabalho. A frustração acontece quando o resultado não é o que esperávamos. Na era da informação, talvez uma saída para isso seja trabalhar olhando menos para os números, baixar as expectativas e deixar que a vida nos surpreenda.

Como disse Paulo Leminski “distraídos, venceremos”.

Distraídos também seguimos com a Lista Secreta de Escritores, a newsletter quinzenal aqui do site! Nela, envio artigos sobre literatura e escrita, sugestões de livros, podcasts, músicas e tudo mais para te manter em contato com o seu lado criativo.


Sobre o autor

Mylle Silva

Mylle Silva é escritora, roteirista e professora de Escrita Criativa. Graduou-se em Comunicação Social pela PUCPR e dedica-se à escrita desde que se conhece por gente. Publicou o livro de contos A Sala de Banho (2014) e é roteirista das histórias em quadrinhos A Samurai (2015), A Samurai: Yorimichi (2016) e A Samurai: Primeira Batalha (2017).

Deixe o seu comentário

Deixe uma reflexão

Mylle Silva

Mylle Silva é escritora, roteirista e professora de Escrita Criativa. Graduou-se em Comunicação Social pela PUCPR e dedica-se à escrita desde que se conhece por gente. Publicou o livro de contos A Sala de Banho (2014) e é roteirista das histórias em quadrinhos A Samurai (2015), A Samurai: Yorimichi (2016) e A Samurai: Primeira Batalha (2017).